Escolha uma Página

Crise! Aja agora antes que seja tarde!

Crise aja agora antes que seja tarde

Ao conversar com muitos empresários sobre a atual crise econômica brasileira, as opiniões que obtenho são as mais variadas, como as que seguem:

  • Crise não existe.
  • Crise? Não estamos em crise.
  • Onde está a crise? Nós estamos vendendo bem!
  • A crise não nos atingiu.
  • É, estamos preocupados com a possibilidade de a crise nos atingir…

Bom, o fato é que a crise realmente existe e está aí à nossa frente. Quer provas?

Desemprego em alta pode ser duradouro, dizem economistas (O Globo)

Governo anuncia pagamento em 4 parcelas dos salários dos servidores (O Globo)

Crise leva geração Y a enfrentar desemprego pela primeira vez (O Globo)

Juazeiro do Norte-CE: Crise afeta o comércio e mais de 50 lojas fecham na Rua São Pedro (isso até o mês de junho) – (NoisDivulga)

A crise chegou para o mercado imobiliário… Os preços estão estagnados ou crescem abaixo da inflação…(Revista Veja)

Em 2016, sei imóvel voltará ao preço de 2011, diz FipeZap (Revista Exame)

Inflação atinge a taxa mais alta nos últimos 11 anos (O Globo)

O que dizer de tantas notícias como estas? O que dizer do aumento progressivo da gasolina?  O que dizer de tantas placas de vende-se e aluga-se que vemos cada vez mais quando andamos nas ruas, na maioria das cidades?

O fato é que, novamente, a crise está aí, independente de nós querermos que ela exista ou não e  independente de algumas poucas empresas não estarem passando por dificuldades, pois estamos falando de crise no país inteiro, e não em alguma empresa ou outra.

Se a crise não atingiu a sua empresa, parabéns! Excelente! Mas isso não significa que ela não possa atingi-la no futuro. Você prefere ser precaver ou pagar para ver?

Só lembrando que crise econômica não é a única dificuldade que nós, como país, estamos enfrentando. Também estamos passando por uma crise política, que agrava ainda mais a crise econômica, pois a quantidade de acordos, projetos e atitudes para a tentativa de resolver os problemas acabam se dissipando em meio de tantos interesses.

E como a crise econômica lhe afeta?

Simples: o seu poder de compra diminuiu. Com R$ 100,00 (Cem Reais) você conseguia comprar bem mais produtos há dois anos atrás que hoje em dia. E pelo “andar da carruagem”, no próximo ano, você vai poder comprar menos produtos ainda.

Recordo-me aqui de uma das mais famosas frases de Flávio Augusto, fundador da Wise Up: “estabilidade não existe!”. E isso é lógico, pois para quem tem seu salário fixo todos os meses (independente de ser servidor público ou não), e acaba comprando cada vez menos com a mesma quantia, na prática, tem seu salário reduzido.

Uma grande vantagem do empresário é que ele define o seu salário, pois este depende diretamente dos seus esforços diários. Ou seja, quanto mais se esforçar, maior será o seu pagamento. Quanto menos se esforçar, menos o seu pagamento.

Você pode até dizer: “Ahh, mas isso não é verdade. Eu trabalho feito animal todos os dias, mas só ganho o suficiente para pagar minhas contas”. É importante entender já que esforço físico e esforço intelectual são duas coisas completamente diferentes. O que acontece é que você está se esforçando muito fisicamente, mas não se esforça intelectualmente o suficiente.

Muito provavelmente você simplesmente “abre as portas” da sua empresa e tenta vender. Se conseguir vender muito, excelente! Se não conseguir vender muito, é porque o dia não foi bom, e tenta recuperar no dia seguinte. Isso é falta de planejamento, e quanto à isso tem uma frase de Benjamin Franklin que sempre me chamou a atenção e diz o seguinte: “Se você falha em planejar, está planejando falhar”.

Bom, mas isso já é assunto para outra conversar… ;)

Mas então, qual é a solução?

Entenda que, quando não estamos em tempo de crise, as pessoas circulam normalmente pelas ruas e, ao passarem pela calçada de uma loja e verem algo atraente em alguma vitrine, entram na loja, fazem sua compra e saem normalmente.

Isso acontece porque as pessoas têm dinheiro suficiente para gastar com imprevistos ou coisas desnecessárias, o que não acontece em tempos de crise.

Durante a crise, as pessoas simplesmente deixam de comprar itens supérfluos. Digo mais: durante a crise as pessoas passam a pesquisar tudo nos mínimos detalhes antes de saírem de casa, e quando saem, já sabem para qual loja devem ir, o produto que irão comprar, o seu preço, formas de pagamento, etc.

Dessa forma, a saída acaba sendo simples: Investir em formas de atração de clientes o máximo possível, para que você seja o escolhido por esse cliente, antes mesmo que ele saia de casa!

Isso acaba sendo lógico. Veja um pequeno raciocínio: se você vendia para 100 clientes por dia, por exemplo, em tempos normais, e durante a crise passa a vender para 30 clientes, significa que você perdeu as venda feitas por impulso.

A ideia é trabalhar sua atratividade para que você possa atrair mais clientes que não estão comprando por impulso (ou comprando algo desnecessário), passando a vender para 70 novos clientes (ou até mais) que antes não compravam na sua empresa, aumentando a sua quantidade de clientes que só compram realmente algo necessário, quando necessário.

Perceba também algo bastante interessante: se você não tinha a sua atratividade otimizada, e motivado pela crise acabou mudando essa situação e ficando bem mais atrativo para os clientes, ao sairmos da crise, você muito provavelmente experimentará um salto nas vendas nunca antes vivenciado na sua empresa, pois você, que já estava vendendo bem na crise por causa da sua boa atratividade, voltará a vender para os que compram por impulso e em maior quantidade, pois ainda permanecerá com sua atratividade em alto nível.

No entanto, aumentar a sua atratividade e fazer com que os clientes escolham você antes mesmo de eles saírem de casa, não é algo simples. É necessário compreender e aplicar uma série de técnicas e abordagens que, certamente, valem muito o esforço, pois estamos falando não somente do seu êxito em meio à crise, mas também de um grande sucesso sucesso que poderá ser vivenciados quando esses momentos turbulentos passarem.

Quer conhecer mais sobre essas técnicas e abordagens para melhorar sua atratividade? Permaneça conosco e inscreva-se na lista para receber nossas dicas.

Como sugestão, peço que faça o download do nosso e-book Acordando para o Sucesso. É um bom lugar para se começar… ;)

Abraços,
Everton.